7 raridades do copo humano que só 1% da população tem

1 – Fístula pré-auricular

Trata-se de um pequeno orifício que surge ainda no período fetal e está presente em cerca de um em cada vinte seres humanos. Teoriza-se que seja um resquício de ancestrais dos seres humanos que possuíam brânquias.

2 – Ossos muito densos

Diferente da característica citada acima, ossos muito densos, quase inquebráveis, parecem até um superpoder saído direto de uma história em quadrinhos.

É, porém, uma característica bem real causada por uma mutação do gene LRP5, responsável pela mineralização dos ossos. Essa mutação deixa os ossos densos e quase inquebráveis.

3 – Sangue dourado

Embora o sangue das pessoas com essa característica não seja literalmente dourado, em termos de raridade, é como se fosse. Essas pessoas não possuem nenhum antígeno no sangue delas. Em todo mundo, só foram identificadas quarenta pessoas com essa característica. Algumas delas são doadoras universais, ou seja, podem doar sangue a quem quer que seja.

4 – Colesterol baixo apesar de praticamente qualquer coisa que aconteça

Um gene, o PCSK9, que fica no cromossomo número 1 do genoma humano, é responsável por controlar a produção de uma proteína que define quanto colesterol haverá no sangue. Existe mutação rara desse gene que faz com que os portadores dela apresentem níveis de colesterol no sangue muito baixos além de um de problemas cardíacos muito menor do que os das pessoas que não carregam essa mutação.

5- Músculo palmar longo

Cientistas acreditam que o músculo palmar longo é uma herança dos ancestrais dos seres humanos que viviam em árvores e se locomoviam nelas. Sua ausência não interfere na capacidade do indivíduo de mover os braços nem na força de seus movimentos. Se uma pessoa tiver esse músculo (é possível tê-lo em uma mão e não em outra), quando ela une o dedo polegar e o dedo mínimo, um ligamento aparece no antebraço dela.

6 – Quimerismo genético

Quando embriões se fundem no útero, o organismo resultante carrega material dos embriões envolvidos na fusão e portanto, carrega mais de um conjunto de DNA. Entre os sinais mais frequentes desse fenômeno, podem ser mencionados a heterocromia ocular (ou seja, possuir olhos de cores diferentes) e apresentar pele com diferentes colorações, com a aparência de um mosaico.

7 – Pouca necessidade de sono

Uma mutação do gene DEC2 permite que seus portadores durmam pouquíssimo sem sofrer consequências negativas para sua saúde. Entre os famosos capazes de funcionar com poucas horas de sono, podem ser citados o pintor Salvador Dali e a Dama de Ferro, a primeira-ministra britânica Margareth Thatcher.

COMPARTILHAR